Páginas

terça-feira, 16 de março de 2010

Cida vai ser avó!!!

Bastou o telefone tocar e ela dizer que vai ser avó para as lembranças virem rápidas. Éramos duas jovenzinhas descobrindo o mundo quando nos conhecemos. Um dia, no meu trabalho, ela chegou com aquele coque perfeito, irretocável, o cabelo de um preto que doía de tão bonito, dizendo que era a nova funcionária enviada pela prefeitura . Olhei para ela, tão segura, parecendo tão auto-suficiente e pensei: O que essa mulherzinha veio fazer aqui? Como vou poder trabalhar com um tipo desses? Nossa, pensei tanta coisa que me fez torcer o nariz.... e isso há mais de 30 anos. Bem, não tinha jeito, tinha de aturar, engolir a criatura. E conviver... E a surpresa veio., ela era maravilhosa e se transformou, ao longo da minha vida, numa amiga muito especial. Nossa convivência no trabalho foi boa demais. Dividíamos nossos sonhos, conversávamos sobre nossos quase maridos, pensávamos nos nossos casamentos, planejávamos o enxoval. E ríamos muito quando eu dizia que, enquanto ela usaria avental de organdi (porque é e sempre foi classuda, a danada), eu ia amarrar pano de prato na cintura. E pensávamos como seria uma visita à casa deles com meus filhos de chinelo de dedo pisando nos tapetes persa. E tudo era pura diversão. Casamos algum tempo depois e tivemos a sorte de ver nascer uma grande amizade também entre nossos maridos. O contato não era mais diário porque ela mudou-se para a cidade grande, mas o carinho só aumentava. Continuamos dividindo nossos sonhos e planejando o enxoval dos filhos. Ela foi mãe meses antes de mim e todas as novidades no enxoval dividia comigo. Nasceu a Carolina dela e, pouco depois, o meu Gustavo. Novas mudanças de cidade, tanto nossa quanto deles, não impediram que nos víssemos de vez em quando. Tive o Rafa e ela, alguns anos depois, teve a Gabriela. Eu parei e ela ainda teve a Luisa, minha afilhada. Durante esse tempo, eu me dediquei ao artesanato e ela resolveu entrar nesse mundo também. Trocávamos dúvidas, idéias, sonhos e moldes por telefone e cartas. Caminhamos nisso lado a lado, apesar da distãncia, na mais perfeita sintonia. E ainda sonhamos em ter um ateliê juntas. Qualquer novidade, até hoje, é partilhada. E, dessa vez, a alegria que dividimos é a gravidez da Gabriela. Estou me sentindo meio avó, feliz da vida. Sei que, em breve, estaremos curtindo esse e outros netinhos juntas. Uma vai na cola da outra...rs

Nós duas no Parque da Concórdia, em Valença-2009

2 comentários:

Origami Personal disse...

linda invejavel historia......parabens por ter tirado a sorte de trazer ao longo dos anos esta linda amizade.....quem dera eu e mais outras tantas pessoas que passeia pela net tivessemos a sorte que vc teve... mas não desconsiderando a amiga, tenho que reconhecer que vc tambem deve ser uma pessoa e tanto, tão agradavel quanto ela, porque pra dar valor a uma amizade assim só mesmo sendo muito especial...parabens a vcs, parabens a moça que terá o BB, certamente nascer no meio de pessoas como vcs será um previlegio.
abraços emocionados.
Rose Origami(orkut)

Veronica Arteira disse...

Oi, Rose, realmente é um privilégio ter amigas tão especiais ao meu lado. Deus me abençoou com essa e outras que colorem a minha vida há muitos anos. Amizades que duram a vida toda nos dão segurança, aconchego, alegria, alívio nas dores. Agradeço a Deus por isso.
Adorei a sua visita,foi um enorme prazer.
Bjssssssssss