Páginas

domingo, 5 de abril de 2009

A vírgula - brincando de pontuar

Usar a pontuação corretamente torna o texto muito mais rico e fácil de ser compreendido, além de não causar transtornos com uma possível má interpretação. Quando trabalho esse tema, gosto de brincar com algumas frases de duplo sentido. Hoje recebi, da minha queridissima Lenir, da pós da UFF, um email interessante sobre a danada da vírgula e divido com vocês. Segundo o email, o texto é da ABI - Associação Brasileira de Imprensa - na campanha dos seus 100 anos.

"Vírgula

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
Não, espere.
Não espere.

Ela pode sumir com seu dinheiro.
23,4.
2,34.

Pode ser autoritária.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso só ele resolve..

E vilões.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto..

Ela pode ser a solução.
Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.
Não queremos saber.
Não, queremos saber.

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação."

Como ilustração, veio junto a seguinte frase para ser pontuada:

SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.
Se você é mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER.
Se você é homem, colocou a vírgula depois de TEM.

Vamos pontuar?
1-O fazendeiro tinha o bezerro e a mãe do fazendeiro era também o pai do bezerro.

2-Um homem rico estava muito mal de saúde. Pediu caneta e papel e escreveu:

“Deixo meus bens à minha irmã não ao meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres.”

Morreu antes de fazer a pontuação. Afinal, a quem ele deixou a fortuna? Eram quatro concorrentes: a irmã, o sobrinho, o alfaiate e os pobres. Como você pontuaria , se fosse um deles, para ficar com a herança?

3-O menino toma banho quente e sua mãe diz ele quero tomar banho frio.

3 comentários:

Helena disse...

Amiga
Eu detesto ver um texto sem sua devida pontuação... E a vírgula é toda a diferença no sentido das frases.
Não muito boa em língua portuguesa, mas me esforço muito para cometer sempre menos erros.
Vi o post da sua amiga que faleceu... meus sentimentos... ela também ia nos bailes de carnaval com vc e a Cidinha ?
Beijocas mil
Helena (lendo vários posts legais...)

Veronica disse...

Oi, Helena, que prazer ver vc aqui de novo. Estou até enxergando melhor com aqueles colírios que vc disponibilizou no blog...rs
Minha amiga era muito querida, mas nunca foi nos bailes de carnaval comigo e com a Cidinha, apesar de sermos muito ligadas. Cidinha e ela eram até comadres. Nesses momentos, com esses sustos, percebemos o quão frágil é nossa vida.... E dói pra caramba...
Querida, apareça sempre.
Mil beijos

Lenir disse...

Verônica, querida

Só hoje vi seu post e a sua referência à minha modesta pessoa...rsrsrsrs.
Como vc. está, querida?
Tenho é saudade de vc, sabia? Como estão seus olhos?
Estou fazendo um Seminário lá na UFF sobre "Linguagens Infantis".
Um beijo bem grandão, minha amiga querida!